Informação é aqui!

Tarifa de energia elétrica pode atrasar para consumidores

A Celesc mudou a forma como faz a leitura do consumo nos estabelecimentos, fato que pode causar o atraso

Anunciado na manhã de ontem (13) pela Videira Saneamento (VISAN), a tarifa da conta de água já está sendo emitida aos consumidores. Desde o dia 10 deste mês os videirenses estão recebendo o documento, porém, sem o aumento previsto de 6,39%. Do mesmo modo em que chega às residências a conta de água, chega a tarifa de energia elétrica, emitida pela Celesc. No entanto, diferente da água, a conta assusta.


Isso se deve a bandeira tarifária, que opera no vermelho – cobrando R$ 5,00 o kWh (quilowatts-hora), desde o dia 22 de agosto. De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica, a Aneel, a bandeira continua nesse patamar em razão das condições hidrológicas ainda desfavoráveis e pela redução no nível de armazenamento dos principais reservatórios do Sistema Interligado Nacional (SIN).

Esse aumento, conforme o gerente regional de Celesc em Videira, Luiz Carlos Lazzari, fica em uma média de 13,11% para os consumidores grupo “B”, a grande maioria, e 13,86% para “A”. Sobretudo, algumas mudanças de rotina podem aliviar o bolso do consumidor na hora de quitar a dívida. A principal delas é o chuveiro.



Modificação na leitura

No mês de setembro a Celesc modificou a forma como faz a leitura do consumo de energia. Esta mudança não impacta no valor da conta, mas pode causar o atrasado a emissão da fatura para algumas pessoas. Como pontua Luiz.



Veja Também
Comentários
Carregando