Informação é aqui!

Suicídios em Caçador ligam sinal de alerta nas famílias

Psicólogo diz que como profissional e pai, sente preocupação sobre a abordagem deste tema dentro das famílias

Nas últimas semanas duas mortes chocaram a comunidade regional. Em Caçador, no dia 31, um rapaz de 17 anos atirou contra si mesmo, na região da cabeça, enquanto estava no local de trabalho. A outra situação, mais preocupante, aconteceu ontem (5) a noite, quando um amigo deste rapaz, de 18 anos, deixou uma carta online, divulgada no Facebook, dizendo que não suportava a dor da perda.

No documento ele agradeceu à diversos amigos, família, e escreveu no final que gostaria de ser enterrado ao lado do amigo. Momentos depois ele foi encontrado morto, com marcas de tiro pelo corpo, no Morro das Antenas, em Caçador.  

No entanto, o suicídio é um tema que precisa se falado e muitos psicólogos estão tratando este tipo de situação como preocupante. Conforme o especialista da área, Clayton Zanella, os jovens, na tentativa de formar e identificar qual é sua a personalidade, acabam entrando em uma crise existencial.


Para minimizar este tipo de ocorrência é preciso que a família esteja atenta às reações de cada um, pois, antes de qualquer atitude extrema, a pessoa dá indícios de que está passando por conflitos. Para Clayton, nem sempre é fácil identificar estas reações, mas o jovem precisa ser assistido pelos familiares.


O suicídio precisa ser falado. Este é um tema que está ganhando abertura, mas ainda não está amplamente inserido dentro da comunidade. O psicólogo finaliza destacando que, como profissional e pai, sente preocupação sobre a abordagem deste tema.

Veja Também
Comentários
Carregando