Informação é aqui!

Santa Catarina terá 120 escolas estaduais com novo modelo de ensino médio em 2020

Em Videira a Escola Adelina Régis entrará o novo modelo

O novo modelo de ensino médio proposto pelo Ministério da Educação vai ser implantado em 120 escolas estaduais de Santa Catarina a partir de 2020. A lista de escolas foi confirmada pelo governo federal e abrange todas as regiões do Estado. Nestas escolas os alunos terão uma carga-horária maior: 1000 horas/aula ao invés dos atuais 800 horas/aula. Além disso, poderão escolher as disciplinas que desejam cursar neste período extra nas unidades de ensino.

As matérias tradicionais como matemática, física, história e biologia vão seguir normalmente no plano de ensino, mas serão divididas em áreas de conhecimento. Na parte flexível do currículo, que engloba as horas/aula a mais que os alunos terão, o estudante vai poder dedicar tempo ao chamado “Projeto de Vida” e também aprofundar os estudos nas áreas que tem mais interesse e aptidão. O tempo vai poder ser utilizado para estudos de empreendedorismo, por exemplo, ou para mais lições de física e matemática caso o jovem tenha interesse em seguir a área das engenharias.

As escolas que aderiram ao formato vão receber apoio do governo federal e estadual para investimento em estrutura e capacitação dos professores. Nesta terça-feira (12) uma portaria do Ministério da Educação já confirmou a liberação de R$ 408,7 mil para Santa Catarina utilizar no programa do novo ensino médio integral. Esta semana, cerca de 200 profissionais em Santa Catarina estão sendo formados para capacitarem a equipe docente nas escolas. 

Inicialmente SC terá 120 escolas com o formato, mas o projeto é de que até 2023 o modelo esteja em todas as 713 unidades estaduais — mesmo prazo para adoção do modelo na rede privada.

O novo ensino médio virou lei no Brasil em 2017. O formato divide o ensino em duas fases: a primeira, chamada de formação geral básica, comum a todos os estudantes e que terá como referências as competências e habilidades descritas na Base Nacional Comum Curricular. A segunda, que será diversificada, permitirá ao estudante escolher entre cinco itinerários formativos, com foco em áreas de conhecimento e na formação técnica e profissional.

Em Videira a Escola Estadual Adelina Régis será uma das escolas que entrarão no novo modelo.

Veja Também
Comentários
Carregando