Informação é aqui!

Pedidos de seguro-desemprego crescem 40% na pandemia

O seguro é pago para quem é demitido sem justa causa e o valor e a quantidade de parcelas dependem do tempo em que o trabalhador esteve empregado

Os pedidos de seguro-desemprego no país dispararam no mês de abril. De acordo com o ministério da economia, foram 748 mil 484 solicitações no mês passado, uma alta de quase 40% comparado com o mês de março. Já se comparar com o mês de abril do ano passado, a alta foi de 22%.

A questão é a fila de espera pela liberação do seguro-desemprego pode ter até 250 mil pedidos parados com o fechamento dos pontos de solicitação devido a pandemia da Covid-19. O que aumentou também os pedidos pela internet.

Em abril, 87% das solicitações foram feitas online. É possível solicitar o recurso pelo site www.gov.br ou pelo aplicativo da carteira de trabalho digital no celular. Ainda de acordo com o levantamento, o setor de serviços liderou os pedidos de seguro-desemprego em abril, seguido pela indústria e pelo comércio.

O seguro é pago para quem é demitido sem justa causa e o valor e a quantidade de parcelas dependem do tempo em que o trabalhador esteve empregado. O valor vai de um salário mínimo, de R$1.045 á R$1.813  que podem ser feito entre três a cinco parcelas. 

 

Informações Rádio Vitória

Veja Também
Comentários
Carregando