Informação é aqui!

Mudança em benefícios causa insatisfação ao SINTRAMUVI

Projeto da prefeitura pretendia não conceder benefício à quem fosse contratado e já possuísse especialização

Um projeto de lei complementar que será votado em segundo turno hoje (11) na Câmara de Vereadores de Videira está causando insatisfação aos associados do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Municipal de Videira (SINTRAMUVI).

Conforme o presidente da casa, Edinei Menegon (PSD), o projeto de lei complementar 015/2018 criará novos cargos no setor público de Videira, como médico cardiologista e urologista, além de funções na área de serviços gerais. Sobretudo, a parte que causa insatisfação, trata sobre os benefícios de servidores que já possuem alguma especialização na área de atuação.

Se o funcionário entrar pós-graduado, por exemplo, ele não receberá o benefício, mas se fizer a especialização enquanto estiver trabalhando para o serviço público ele terá o direito. O projeto 016/2018, que será lido na sessão de hoje, também foi questionado pela mesma situação, porém, este é voltado para a área do magistério do município.


A presidente do Sindicato dos Trabalhos do Serviço Municipal de Videira (SINTRAMUVI), Maria Gôngora, analisou em reunião na tarde de ontem (10), na presença do prefeito Dorival Borga e presidente da Câmara de Vereadores, entre outros servidores, que o poder público está querendo conter gastos.


Conforme Edinei Menegon, durante a reunião foi decidido que seria retirado da matéria a parte que trata sobre a mudança dos benefícios, desta forma, a criação dos cargos para o setor público será mantida.


Maria finalizou ainda ressaltando que a prefeitura sempre foi bastante acessível e aberta ao diálogo, mas pediu para que a comunidade interessada participe da sessão da Câmara de Vereadores de hoje a noite, já que os projetos estão em pauta.

Veja Também
Comentários
Carregando