Informação é aqui!

Eleitores, partidos e candidatos devem estar atentos ao calendário eleitoral

Chefe do Cartório Eleitoral de Videira, Antônio Carlos Zucolotto Junior dá mais detalhes sobre os procedimentos

O mais novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), eleito no último dia 16, o ministro Luís Roberto Barroso, afirmou que a realização das eleições municipais deste ano depende da pandemia do novo coronavírus. Segundo ele, qualquer mudança no calendário eleitoral depende, entretanto, de aprovação do Congresso Nacional.

Por este motivo segue marcado para o dia 4 de outubro de 2020 o pleito onde eleitores de 5.568 municípios brasileiros devem ir às urnas para escolher prefeitos, vice-prefeitos e vereadores.

Dessa forma os postulantes aos cargos devem seguir as normas já estabelecidas pelo calendário eleitoral sendo que uma delas, talvez a mais importante, encerrou neste mês de abril, como explica o chefe do Cartório Eleitoral de Videira Antônio Carlos Zucolotto Junior.

Zucolotto lembra ainda sobre a desincompatibilização de cargo, emprego ou função. Desta forma a disputa eleitoral deve ocorrer da forma mais justa e igualitária possível, prevenindo-se qualquer tipo de vantagem ou privilégio por parte dos candidatos.

Já para os eleitores, termina no dia 6 de maio o prazo para que cidadãos que tiveram o título de eleitor cancelado regularizem a situação. Quem não estiver em dia com o documento, não poderá votar nas eleições.

No ano passado, 2,4 milhões de títulos foram cancelados porque os eleitores deixaram de votar e justificar ausência por três eleições.

O TRE-SC anunciou neste mês que implantou o atendimento online para cadastro de eleitores que precisam fazer o alistamento, transferir seu domicílio eleitoral ou revisar seus dados cadastrais durante o período de enfrentamento à pandemia.

Informações RBV Rádios

Veja Também
Comentários
Carregando