Informação é aqui!

Delegacia Virtual da Mulher já está operando em Santa Catarina

Os registros serão homologados e encaminhados virtualmente direto para as DPCAMIs de todo o Estado, agilizando o processo e facilitando a denúncia pelas vítimas

Já está disponível no site da Polícia Civil (www.pc.sc.gov.br) a Delegacia de Polícia Virtual da Mulher. Ao entrar no site e clicar no banner a direita da tela, todas as vítimas de violência contra a mulher – exceto crimes que resultaram em morte – podem registrar seu Boletim de Ocorrência e entender tudo sobre o tema.

A iniciativa é da Polícia Civil, por meio do projeto PC Por Elas da Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMI). Os registros serão homologados e encaminhados virtualmente direto para as DPCAMIs de todo o Estado, agilizando o processo e facilitando a denúncia pelas vítimas.

Segundo a Polícia Civil, a iniciativa de aumentar os serviços online de proteção à mulher irá perdurar mesmo após a pandemia. A intenção é que as mulheres passem a fazer mais uso, pois além de facilitar as denúncias, na delegacia virtual da mulher elas podem conhecer mais sobre o tema e entender cada crime existente nesta área, suas penas entre outras informações relevantes para se proteger.

Foto: Divulgação/Polícia civil

Acompanhando as modificações cotidianas da atual pandemia, abre-se mais um canal de denúncia para as vítimas de violência doméstica, que em quarentena estão em maior vigilância pelo agressor, bastando agora apresentarem um X vermelho na mão ou em pedaço de papel ao atendente da farmácia, que saberá como proceder.

As farmácias que desejarem fazer sua adesão podem entrar em contato com a Cevid pelo e-mail [email protected]

Número de violência doméstica em SC teve queda em quase todos os tipos de crimes

O número de violência doméstica em Santa Catarina ainda é alto, mas vem diminuindo nos tipos de crimes mais recorrentes.
Neste primeiro semestre do ano, de janeiro a junho, o número de violência doméstica caiu 9% em comparação com mesmo período do ano passado. O crime de estupro caiu 17%, o de ameaça caiu 11% e o de lesão corporal dolosa 15%.

Informações Rádio Vitória/Polícia Civil

Veja Também
Comentários
Carregando