Informação é aqui!

CORREIOS: Sindicato de SC decide se adere à greve nesta terça-feira

Paralisação total pode começar a partir das 22h do dia 10

Encerrada a seis dias, a mediação do Tribunal Superior do Trabalho (TST) entre os servidores dos Correios e a estatal, os funcionários se reúnem em assembleia para decidir se entram em greve ou continuam trabalhando, mesmo sem acordo coletivo. A votação ocorrer a partir das 19h30min desta terça-feira (10) em todo o país.

Facebook
Instagram
Twitter

A data foi estipulada pelos 36 sindicatos distribuídos em território nacional, conforme o calendário, a empresa teria que apresentar uma contraproposta, caso as negociações que incluíam, entre outros itens, reajustes salariais e melhorias para os trabalhadores, não tivessem sido interrompidas.

Segundo o dirigente do Sindicato dos Trabalhadores na Empresa de Correios e Telégrafos e Similares de Santa Catarina (Sintect), José Maria Pego, se os servidores catarinenses decidirem pela greve, ela iniciará às 22h desta terça:

A reivindicação é para que seja mantido o acordo coletivo anterior, com as 45 cláusulas sociais que a empresa quer retirar, além de nos garantir a reposição da inflação do período, na íntegra. Se a empresa vier com acordo neste sentido, aceitamos. Se não, o apontamento é de greve — explica Pego.

A categoria tentou negociar com a estatal pelas vias judiciais durante 60 dias. A negociação foi extinta, entretanto, porque a empresa resolveu não prorrogar o acordo coletivo que estava vigente desde 2018. Como a empresa tem abrangência nacional, as negociações entre o sindicato e a estatal eram conduzidas pelas duas federações que representam os trabalhadores.

No Estado, são aproximadamente 400 unidades dos Correios, entre agências, centros de distribuições, núcleos administrativos e grupos de entregas. A greve deve abranger todos os trabalhadores, ainda segundo o sindicato.

Com informações do Diário Catarinense.

Veja Também
Comentários
Carregando