Informação é aqui!

Casos suspeitos do coronavírus no Brasil foram todos descartados pelo Ministério da Saúde

Em Santa Catarina os dois casos investigados eram de pessoas de Videira

Foi confirmada na manhã desta quinta-feira (23), pelo secretário substituto de Vigilância em Saúde do O Ministério da Saúde Julio Henrique Rosa Croda, que os cinco casos sob suspeita de coronavírus no Brasil foram descartados. Os registros estavam sendo investigados em Minas Gerais (1), Distrito Federal (1), São Paulo (1), Santa Catarina (2) e Rio Grande do Sul (1).

Croda frisou que os casos suspeitos do Brasil foram descartados seguindo os parâmetros da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Segundo ele, os parâmetros são: registro de febre e sintomas gripais; e critérios epidemiológicos, como se a pessoa suspeita de infecção viajou para Wuhan, cidade considerada o epicentro da doença, na China e se teve contato com infectados.

O coronavírus já matou 17 pessoas e infectou centenas em nove países. Além da China, há registros de casos nos Estados Unidos, Japão, Tailândia, Taiwan, Coreia do Sul, Vietnã, de Singapura e a Arábia Saudita.

Dos casos em Santa Catarina, tratava se de duas pessoas de Videira que estiveram viajando para Tailândia. Eles procuraram a secretaria de saúde após apresentarem sintomas da gripe. Na última terça (21), foram coletados materiais para exames laboratoriais que foram enviados ao Laboratório Central de Saúde Pública em Florianópolis (LACEN), para análise. Todos foram descartados.

Nas últimas horas muitas informações foram compartilhadas via redes sociais e aplicativos de mensagens, o que deixou a população, principalmente da região apreensiva sobre o assunto.

Para trazer tranquilidade a todos, a coordenadora da Vigilância Epidemiológica de Videira, Alessandra Perazzoli de Souza, esclarece que todos os casos não se encaixam nos parâmetros para possível contaminação com o coronavírus. Ela lembra ainda de que ao contrário do vírus da gripe, por exemplo, o coronavírus tem sua transmissão por contatos mais próximos entre as pessoas. Destaca no entanto que todos os procedimentos foram tomados conforme orientação do Ministério da Saúde.

Informações Rádio Videira/RBV Rádios

Veja Também
Comentários
Carregando