Informação é aqui!

Armadilhas no asfalto: o risco para quem percorre as rodovias de SC

Motoristas que perdem tempo precioso nas estradas, correm risco de ter o veículo danificado, e mais grave ainda, o risco de morte que ficam expostos a cada viagem

“Já vimos muitos acidentes. Pessoas batendo de madrugada em nossa casa dizendo que o carro estragou. E se o nosso carro estragar, quem cobre esse prejuízo?”.

É desta forma que pessoas que moram próximo as rodovias, caminhoneiros e usuários definem a malha viária do estado de Santa Catarina. É crítica a situação das estradas estaduais. A reportagem da RBV Rádios percorreu as principais rodovias da região Meio-Oeste do Estado, e constatou uma série de problemas.

Foram encontrados trechos precários com inúmeros buracos na pista. Verdadeiras armadilhas que trazem prejuízo para os motoristas, e mais grave ainda, colocam em risco a vida de famílias inteiras.

E rodovias que até então eram consideradas boas, já apresentam pontos perigosos pela falta de manutenção. Na região de Caçador, a SC 135 entre Porto União e Matos Costa está, há muito tempo, praticamente intransitável. A pavimentação está completamente deteriorada e há um trecho inclusive em que o asfalto não existe mais.

Nesta mesma rodovia, a SC 135, agora no trecho entre Videira e Rio das Antas e Caçador, o asfalto também vem apresentando problemas. No ponto mais crítico, sempre que chove forte, um açude transborda e passa por cima da pista. Além de aumentar o risco de aquaplanagem, se formou um degrau na pista, o que tem provocado inúmeros acidentes nesse local.

Situação semelhante preocupa motoristas na SC 355 entre Iomerê e Treze Tílias. A rodovia foi inaugurada ano passado, mas já apresenta problemas.

Entre Capinzal e Piratuba a situação da SC 150 também é preocupante. A rodovia está tomada por buracos, verdadeiras armadilhas que trazem prejuízos para os motoristas, e mais grave ainda, colocam em risco a vida de famílias inteiras.

A reportagem também reconhece a importância de investimentos recentes. Em Tangará a situação é diferente da maioria das rodovias do Estado. Os três acessos do município foram recentemente revitalizados. Os investimentos do Governo do Estado se mostraram importantes porque melhoraram a trafegabilidade, tornando os deslocamentos mais rápidos e seguros.

O que se cobra agora é a manutenção dessas obras, com os devidos reparos no asfalto quando necessário, na sinalização e nas roçadas e limpeza das sarjetas.  Afinal, o povo catarinense paga os seus impostos e espera a aplicação correta dos recursos públicos por parte dos governantes.

 

Veja Também
Comentários
Carregando