Informação é aqui!

Aprovada multa para quem passar trote para órgãos de emergência em Santa Catarina

As ligações passíveis de punição seriam as feitas ao Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU), ao Centro de Operações da Polícia Militar (COPOM), ao Corpo de Bombeiros, as delegacias de polícia e para a Defesa Civil.

Passou pela Alesc o projeto do deputado Sérgio Motta (Republicanos) que prevê multa para quem aplicar trotes nos órgãos de emergência. Entre as regras estão advertência e multas de até R$ 500. 
As ligações passíveis de punição seriam as feitas ao Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU), ao Centro de Operações da Polícia Militar (COPOM), ao Corpo de Bombeiros, as delegacias de polícia e para a Defesa Civil.
Segundo o autor, uma lei criada em 2010 já estabelecia punições para este tipo de crime, mas as alterações vão garantir que as punições fiquem mais rígidas.
“As pessoas precisam ter consciência de que enquanto estão fazendo uma brincadeira, alguém está precisando daquele serviço, daquela ligação urgente. Eu me pergunto: precisamos de quantos minutos para salvar uma vida? Um minuto pode fazer a diferença na hora de salvar uma pessoa e não podemos deixar que os trotes sigam sendo realizados, pelo menos em Santa Catarina”, disse Motta.
Fonte: Diário Catarinense
Veja Também
Comentários
Carregando