Informação é aqui!

Aposentados que não fizeram a prova de vida nos últimos 12 meses devem regularizar a situação

INSS bloqueou mais de 500 mil aposentadorias no mês de março por falta da prova

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) bloqueou ao todo 529.317 benefícios de aposentados e pensionistas referentes à folha de pagamentos de março por eles não terem feito a prova de vida, segundo balanço divulgado pelo governo na terça-feira, dia 26. A comprovação de que o beneficiário está vivo é obrigatória para continuidade dos pagamentos. Isabel Lazzari, Gerente da Agência do INSS de Videira, informa que essas condições são impostas aos segurados como forma de comprovar de que a pensão esteja sendo realmente paga a pessoas que ainda não faleceram. Ela também destaca que o procedimento é simples, basta que o assegurado compareça na agência bancária onde recebe o seu benefício.

Além dos bloqueios por causa da falta de prova de vida, a MP do pente-fino determinou que cerca de três milhões de benefícios com suspeitas de fraude serão verificados e podem ser cancelados. Entre eles estão aposentadorias, pensões e auxílios por invalidez.

Diante da impossibilidade do comparecimento do assegurado na agência em que lhe é pago o benefício, um procurador, devidamente autorizado, pode realizar a prova de vida através de um processo diferenciado. Isabel lembra ainda que, em alguns casos, pode ser solicitado a presença de um representante do INSS na residência da pessoa para que seja realizada a prova de vida, porém, há condições específicas para este tipo de atendimento.

 

Em relação aos saques feitos por terceiros como forma de auxilio prestado aos aposentados e/ou pensionistas, Isabel lembra que o INSS não recomenda o ato. Ela destaca também de que em casos de roubo, ou má fé por parte do autor dos saques, o INSS não tem responsabilidade sobre estes casos

Veja Também
Comentários
Carregando